história do clube oriental de lisboa

Mais oriental

Fundado a 28 de Junho de 1949, o Clube Oriental de Pechão nasceu com o estatuto de filial n.º1 do Clube Oriental de Lisboa. Foi criado pela mão de um grupo de jovens que impulsionados pelo sonho de erguer um novo clube na região de Olhão e pela mútua paixão nutrida pelo já altivo COL fizeram do Clube Oriental de Pechão um realidade e atribuíram-lhe, com ao prévio consentimento da Direção orientalista da altura, um nome e um emblema em tudo semelhantes ao do Clube Oriental de Lisboa. 

Marcado desde os primeiros momentos da sua História pela predominância do ecletismo, o Clube Oriental de Pechão é ainda hoje caracterizado pela diversidade de atividades culturais e desportivas que desenvolve no seio da região algarvia onde está inserido. Tem no Atletismo a sua Secção de maior referência, com a marchadora internacional Ana Cabecinha, vencedora dos jogos Ibero-americanos de 2006 e participante nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, a ser o expoente máximo do Clube. 

 

Também o Clube Cultural e Desportivo Oriental de São Martinho é um parente antigo do Clube Oriental de Lisboa. Fundado em 1954 na região da Covilhã por um grupo de jovens praticantes de futebol, o CCD Oriental de São Martinho cedo se evidenciou pela aposta na diversificação das suas atividades e a criação de um Rancho Folclórico amplamente reconhecido a nível nacional é exemplo disso mesmo.

Em pleno século XXI desportos como o Futsal, o Voleibol, o Xadrez e as Damas mantêm bem vivo um Clube que teve na inauguração da sua Sala Desportiva no dia 25 de Abril de 1999 um dos momentos mais relevantes da sua já longa História.

O Clube Oriental Português de Montreal é mais uma das instituições desportivas que têm na sua essência o nome e os elementos do emblema do Clube Oriental de Lisboa. Fundado a 10 de Dezembro de 1978 no Canadá, o Oriental de Montreal contribuiu para a expansão do nome do COL além-fronteiras através do desenvolvimento e prática de modalidades como o futebol, futsal, atletismo, karaté, ballet e ténis de mesa.

Também as atividades culturais e recreativas desempenham um papel importante no Oriental de Montreal, com a realização regular dos Jogos Portugueses Juvenis do Quebec e a formação de uma Biblioteca de Língua Portuguesa a serem pontos importantes na ainda curta vida deste Clube.

Situado na República Democrática de São Tomé e Príncipe, o Oriental Clube de Caixão Grande será em breve o mais recente membro da enorme família orientalista. Fundado em 26 de Junho de 1976 em homenagem aos feitos desportivos do Clube Oriental de Lisboa que ecoavam por aquelas paragens naqueles tempos, este prestigiado emblema são-tomense manteve-se fiel aos laços que o une ao C.O.L. e em Janeiro de 2014 apresentou junto da Direção do nosso Clube uma requisição oficial do estatuto de filial.

O Oriental Futebol Clube de Caixão Grande dedica-se exclusivamente ao futebol juvenil, apostando na formação sustentada de jovens enquanto atletas e homens que em inúmeros casos chegam a atuar no principal Campeonato de Futebol de São Tomé e Príncipe.