O Oriental bateu este domingo o Real SC por 1-3 no Complexo Desportivo do Real SC, em Massamá, e apurou-se para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. O conjunto grená e branco entrou a vencer pelo golo de Bernarndo Vasconcelos mas depois de consentir o empate teve que se fazer valer de toda a sua garra para consumar o merecido triunfo já na reta final do encontro. 

A partida da prova rainha ganhou emoção logo ao minuto 11 quando Alpalhão, defesa central do Real, intercetou o esférico com a mão dentro a área após um remate de Bernardo Vasconcelos. Na conversão da grande penalidade o próprio Bernardo não perdoou e inaugurou o marcador em beneficio do Oriental (12’). Na reação à desvantagem o conjunto da casa ganhou algum ascendente e acabou mesmo por chegar ao golo à passagem do minuto 22 na sequência de um bom trabalho individual de Marcelo pela esquerda concluído ao segundo poste de cabeça por Angola (22’). 

 
 
 

Com tudo novamente empatado o Oriental fez os possíveis para chegar ao golo ainda na primeira parte e o livre de Tom encontrou Bernardo Vasconcelos que de cabeça colocou a bola no fundo das redes, tento invalidado pela equipa de arbitragem por pretenso e duvidoso fora-de-jogo (28’). Aos 38’ Pedro Mendes colocou a bola nas costas da defensiva do Real e Fernando apareceu em boa posição para finalizar mas a saída do guardião André Martins evitou males maiores para a equipa da casa, ainda antes do contra-ataque conduzido por Júnior proporcionar ao regressado Mota a defesa da tarde (43’).

A etapa complementar começou com um calafrio para os Guerreiros de Marvila quando o cruzamento de Paulinho foi teleguiado para Álvaro Jaló que de cabeça atirou à trave (47’), lance que teve resposta pronta pouco depois através de uma jogada de insistência concluída por Fernando com um remate pouco potente para as mãos de André Martins (51’). O encontro foi equilibrado até ao minuto 73, momento em que Sérgio Duarte colocou o esférico nos pés de Henrique Gomes que na faixa direita da grande área enganou o guarda-redes adversário com um pontapé fulminante que recolocou o Oriental na frente do marcador. 

A vitória orientalista foi confirmada em definitivo em cima do apito final através de uma jogada de contra-ataque iniciada por Tom, desenvolvida por Henrique Gomes e finalizada sem oposição por Bernardo Vasconcelos (90’). O triunfo coloca o Oriental na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal que conhece a totalidade dos seus jogos no sorteio a realizar no dia 1 de Outubro na Sede da Federação Portuguesa de Futebol.