Clube Oriental de Lisboa e Casa Pia Atlético Clube defrontam-se este domingo, 07 de Maio, pela 4.ª vez esta temporada e a 32.ª na vasta História dos dois emblemas. O saldo da presente época é claramente favorável para o emblema de Pina Manique com duas vitórias e um empate, contrastando com a estatística global que aponta para 13 triunfos do C.O.L. e 8 igualdades face a apenas 10 vitórias do Casa Pia. 

 
 
  O desafio de domingo no Campo Eng.º Carlos Salema tem, de resto, contornos distintos de todos os outros já realizados. Se nos três encontros disputados esta época os dois emblemas tinham ainda objetivos por atingir relativos às aspirações de passagem à Fase de Subida do CPP ou, num momento posterior, de assegurar a manutenção matemática neste escalão, nesta ponta final da temporada tanto Oriental como Casa Pia já têm pouco a ganhar ou a perder que não seja a conquista (moral) do primeiro lugar da série atual e, naturalmente, o ponto de honra relativo a trazer mais um triunfo para o respetivo emblema.

Mais que vencer será importante, na ótica de sócios e adeptos, que os jogadores os possam presentear com um bom espetáculo de futebol. Futebol ofensivo entre duas das equipas mais goleadoras de toda a 2.ª Fase deste Campeonato de Portugal Prio tal como demonstram os 34 e 28 golos marcados, respetivamente, por Casa Pia e Oriental nos 12 jogos já disputados. Neste contexto dizer que para o requintado score dos gansos muito tem contribuído Sócrates, extremo de 24 anos que fez parte da equipa do Oriental que conquistou a subida em 2013/2014, e que já leva 13 golos apontados no campeonato esta temporada, três dos quais faturados, exatamente, frente ao Oriental. Também o médio de 27 anos João Coito tem estado de pé quente com 6 golos apontados só nesta 2.ª Fase e 11 ao todo na edição desta temporada do CPP.

Se o poder ofensivo do Casa Pia é notável, o Oriental também tem armas de alto calibre apontadas de mira afinada à baliza adversária. O tridente composto por Henrique Gomes, Victor Veloso e Sebastião Nogueira segue na frente com 8 tiros certeiros (cada um) apontados esta temporada no Campeonato, com destaque para Henrique que já fez balançar as redes por 6 ocasiões só nesta 2.ª Fase.

É evidente que o Casa Pia chega a este dérbi da capital em melhor posição que o Oriental. O conjunto orientado por Tiago Zorro é líder desta Série G do CPP com 30 pontos, mais 5 que o C.O.L., e na última jornada alcançou uma motivante goleada por 7-0 sobre o Aljustrelense que engrossou o bom registo de 9 vitórias e apenas uma derrota nos últimos 14 jogos. Já o Oriental vem de um empate sem golos no terreno do Sintrense que o colocou mais longe do primeiro lugar da série mas preserva, como sempre, a sua fome de vencer.

Como é hábito nestes confrontos, o fator casa é decisivo e um Campo Eng.º Carlos Salema bem composto de orientalistas num Dia da Mãe com entrada gratuita para todas as senhoras será um incentivo extra para os pupilos de António Pereira neste duelo histórico do futebol português já com mais de meio século de existência que será, simultaneamente, o último encontro caseiro do C.O.L. na presente temporada.