Jogo frenético entre Oriental e V. Guimarães B no Campo Eng.º Carlos Salema, a contar para a 2.ª jornada da Segunda Liga. Decorrido sempre a alta rotação e com o atípico resultado final de 4-4, o encontro só ficou decidido nos últimos instantes já numa altura em que o Oriental jogava com menos um pela expulsão muito contestada de Bruno Aguiar, decidida pela equipa de arbitragem liderada por Manuel Oliveira que mostrou não estar à altura das circunstâncias. 

A etapa inaugural foi disputada em ritmo elevado e para satisfação das centenas de orientalistas presentes em Marvila foram quatro os golos ocorridos no primeiro quarto de hora do encontro. Logo aos 4 minutos Fábio Vieira surgiu isolado pela esquerda e cruzou rasteiro para Tylor Boyd que, após uma primeira defesa de Rafael Marques, encostou na recarga para inaugurar o marcador a favor do V. Guimarães B.

 
 
 

A reação do Oriental ao golo sofrido foi heróica e aos 8 minutos Tom aproveitou a boa jogada de envolvimento para efetuar um cruzamento milimétrico para a grande área onde Henrique Gomes, oportuno, fez o 1-1. Ainda estavam os adeptos do Oriental a celebrar o empate quando logo a seguir Hugo Firmino abriu para Tom que na faixa esquerda do terreno disparou um tiro fulminante para o fundo das redes de Miguel Oliveira, colocando o conjunto grená e branco em vantagem (9').

Com as duas equipas empenhadas em dar um espetáculo de bom futebol foi o V. Guimarães B quem teve a felicidade de restabelecer a igualdade à passagem do minuto 15 com Alex a aproveitar uma sucessão de ressaltos dentro da área orientalista para fazer o 2-2. Até ao descanso intermédio houve ainda tempo para o guardião vimaranense ser colocado à prova por Hugo Firmino num remate em força que terminou com uma recarga para fora de Tiago Mota e também para um último lance de perigo da formação da cidade berço novamente por intermédio de Alex através de um pontapé que foi parado com mérito por Rafael Marques. 

No segundo tempo os Guerreiros de Marvila subiram ao relvado com vontade de fazer mais e melhor mas foi preciso pouco tempo para que o árbitro Manuel Oliveira começasse a influenciar o marcador ao assinalar uma grande penalidade a favor do V. Guimarães B por suposta falta João Pedro sobre Fábio Vieira, numa situação em que parece ser o jogador vimaranense a provocar o contacto. Na conversão Dénis deu a vantagem ao conjunto forasteiro (66') e pouco depois o Oriental sofreu novo revés pela expulsão por vermelho direto de Bruno Aguiar na consequência de um lance incompreensível para todos aqueles que estavam nas bancadas. 

Mesmo em desvantagem e reduzidos a 10 unidades, os Guerreiros de Marvila nunca baixaram os braços e foram recompensados aos 88 minutos quando o canto de Tom foi concluído de cabeça por Júlio César no coração da área para o 3-3. Com o marcador novamente empatado, o V. Guimarães B voltou a acelerar a aos 90' o ponta-de-lança Areias fez o 3-4 de pé direito em plena pequena área, mas o jogo ainda não estava decidido. A enorme união e espírito de sacrifício da turma liderada por João Barbosa foram fulcrais e já nos descontos o novo canto de Tom foi ao encontro da cabeça de João Amorim que desta forma rubricou o 4-4 que se manteve até ao apito final e que acaba por, face à adversidade das circunstâncias, ser a demonstração do espírito guerreiro de um grupo que mais uma vez provou deixar tudo em campo em defesa das cores do Oriental. 

O próximo jogo será fora de portas com o FC Porto B no próximo sábado, dia 22 de Agosto. 

O sonho está vivo!