O Oriental eliminou o Freamunde na 1.ª Fase da Taça da Liga com uma vitória conquistada nos penáltis (4-2) após empate a uma bola no tempo regulamentar, em partida disputada este domingo no Campo Eng.º Carlos Salema. Fazendo jus a alguém que um dia disse que “o fair-play é uma treta”, o Freamunde revelou toda a imoralidade do seu jogo num lance na reta final do encontro do qual resultou a expulsão de Daniel Almeida e Leandro, mas pouco depois Rafael Veloso segurou a justa vitória ao Oriental ao defender dois penáltis que deram o passaporte para o duelo com o Estoril na 2.ª Fase da competição.
   
  O primeiro jogo oficial da época de Oriental e Freamunde de 2015/2016 foi jogado a ritmo baixo na primeira parte sem grandes oportunidades de golo para qualquer uma das formações. Do lado do conjunto grená e branco nota para o pontapé de canto batido por Hugo Firmino à passagem do minuto 19 que encontrou Daniel Almeida em boa posição ao segundo que, surpreso, falhou a emenda. Já o Freamunde apenas causou perigo em cima do intervalo por intermédio de Rainho que depois de picar a bola por cima de Rafael Veloso encontrou a oposição segura de João Amorim que em cima da linha desviou a bola para canto.

Na etapa complementar a intensidade aumentou e a entrada forte do Oriental foi presenteada com o golo inaugural de Henrique Gomes que, aproveitando um remate de Peter que ressaltou em Rocha, já dentro da área não deixou hipóteses de defesa a Marco (46’). O Freamunde reagiu bem à desvantagem e ao minuto 61 repôs a igualdade por Ansumane que após abertura vertical de Cafú rematou forte para o fundo das redes de Rafael Veloso.

Depois do golo sofrido o Oriental recuperou o domínio dos acontecimentos e impôs o seu jogo até ao final da partida. Peter atirou a bola ao poste logo aos 63’ na sequência de um lançamento lateral da direita executado por Édson Silva e desviado por Daniel Almeida e os remates de meia distância do sempre inconformado Hugo Firmino chegaram a causar sensação de golo nas centenas de orientalistas presentes nas bancadas (78’, 80’ e 83’).

O episódio que manchou o jogo chegou já em cima do minuto 90 quando depois de o árbitro João Mendes atirar a bola ao ar Ansumane esqueceu o fair-play e ao invés de devolver o esférico ao Oriental, como toda a formação orientalista esperava, arrancou à traição a toda a velocidade para a baliza. Os intentos do avançado foram anulados pelo corte de João Amorim e logo de seguida a confusão instalou-se, tendo como consequência a expulsão de Daniel Almeida e Leandro.

Terminados os 90 minutos regulamentares o jogo seguiu para penáltis e aí o Oriental foi mortífero a converter e implacável a defender. Grilo, Tom e Hugo Firmino não perdoaram e, com a contribuição das duas estrondosas paradas de Rafael Veloso aos castigos máximos de Pedro Pereira e David Bruno, Henrique Gomes disparou o tiro fatal que abateu o Freamunde e colocou o Oriental na 2.ª Fase da Taça da Liga numa eliminatória a disputar contra o Estoril no Campo Eng.º Carlos Salema.

O Oriental estreia-se na Segunda Liga já no próximo sábado, 08 de Agosto, às 17h00 com a Oliveirense no Estádio Carlos Osório.

O sonho está vivo!