A época 2016/2017 do Oriental ainda agora terminou mas as novidades para o Campeonato de Portugal 2017/2018 já foram dadas a conhecer pela Federação Portuguesa de Futebol. São alterações de fundo na estruturação da competição tanto ao nível da distribuição do número de clubes por séries como no que se refere ao número de clubes relegados para as distritais e promovidos à 2.ª Divisão Nacional nessa temporada.

O comunicado oficial n.º 263 emitido pela FPF no dia 29 de Abril declara que “na época desportiva de 2017/18, o campeonato de Portugal é disputado por 80 Clubes, que são divididos em 5 séries de 16 Clubes, jogando entre si, duas vezes e por pontos, uma na qualidade de visitante e outra na qualidade de visitado”.

 
 
 

Neste novo sistema de emparelhamento dos emblemas participantes, o órgão máximo do futebol nacional acrescenta que “o Clube melhor classificado em cada uma das séries, bem como os 3 clubes melhor classificados no 2º lugar de todas as séries qualificam-se para disputar um play off, de forma a determinar os dois clubes que sobem à competição profissional [2.ª Divisão Nacional]”. Este play off, também disputado a duas mãos, funciona em formato a eliminar que começa numa espécie de quartos-de-final onde apenas os dois clubes que cheguem à final garantem a subida de divisão disputando, ainda, o título de campeão do respetivo escalão.

Confuso? As mudanças não ficam por aqui. Neste novo sistema a FPF determina que “os 6 Clubes classificados nos seis últimos lugares de cada uma das 5 séries descem automaticamente aos Campeonatos Distritais”, perfazendo um total de 30 emblemas relegados aos escalões inferiores, face aos 22 promovidos das distritais ao Campeonato de Portugal nessa temporada. Uma diferença de números justificada pela intenção de reduzir de 80 para 72 o número de clubes a competir no Campeonato de Portugal na época 2018/2019.

Para terminar o raciocínio apenas referência para os clubes das ilhas que nunca poderão exceder os 6 por Região Autónoma. Segundo a FPF, “os Clubes da Região Autónoma da Madeira são colocados alternadamente nas séries mais a Norte e os Clubes da Região Autónoma dos Açores nas séries mais a Sul, de acordo com a ordem das séries”, sendo neste prisma de prever que o Oriental fique posicionado na 4.ª ou 5.ª série com equipas da zona centro do país ou do Algarve (Série D ou Série E, respetivamente) e, provavelmente, com uma ou duas equipas açorianas em qualquer um dos dois cenários possíveis. Uma dúvida que no entanto só poderá ser esclarecida após a conclusão de todos os play-off de subida e manutenção do CPP, assim como de todos os campeonatos distritais. Até lá resta esperar por novos desenvolvimentos neste capítulo, referentes a um renovado Campeonato de Portugal cuja jornada inaugural está agendada para o dia 20 de Agosto.