Litos assumiu o comando técnico do Oriental na passada terça-feira, 23 de Fevereiro, mas não veio sozinho. O treinador que nas últimas quatro temporadas conquistou seis títulos no principal campeonato moçambicano iniciou esta nova aventura em terras lusas na companhia de outros três conceituados nomes do desporto nacional. Vamos então às apresentações.

Luís Filipe Ferreira Carvalha, conhecido no mundo do futebol por Litos, subiu cedo à ribalta desportiva enquanto jogador do Sporting. Formado nas escolas leoninas, fez oito épocas no plantel principal daquele emblema que lhe valeram duas internacionalizações pela Seleção Nacional. No restante percurso enquanto jogador, o antigo médio atualmente com 49 anos jogou ainda por clubes como Boavista, Sp. Braga, Estoril Praia, Lusitanos (França) e Beira-Mar, terminando a carreira no Atlético. 

 
Litos mostrou-se muito interventivo na primeira semana de treinos em Marvila
 
  No papel de treinador, o trajeto de Litos foi ascendente e começou no Juniores do Estoril Praia com o título de Campeão Distrital. Em 2002/2003 e 2003/2004 foi adjunto de Ulisses Morais também no Estoril Praia alcançando duas subidas de divisão (da II Divisão B para a II Liga e da II Liga para I Liga) e na temporada seguinte manteve-se na formação canarinha agora no papel de Treinador Principal e já a competir no maior escalão do futebol nacional. Litos permanceu no comando do Estoril Praia durante duas épocas e seguidamente orientou ainda os conjuntos do Maxaquene (Moçambique), Portimonense e Leixões, antes de em 2012 principiar a mais gloriosa etapa da sua carreira ao serviço da Liga Desportiva de Maputo. Logo na primeira temporada venceu a Taça de Moçambique, em 2013 conquistou a Supertaça e o Campeonato, em 2014 prosseguiu com a conquista de nova Supertaça e em 2015 despediu-se com a conquista da terceira Supertaça e da segunda Taça. A 23 de Fevereiro de 2016 ingressou no Oriental com o objetivo de garantir a permanência na Ledman LigaPro.   
 

Na luta pela manutenção estará também José Nuno Azevedo, português de 46 anos que depois de ter feito parte da equipa técnica liderada por Litos no Leixões volta a assumir o papel de Treinador Adjunto. Formado no FC Porto, Zé Nuno deu os primeiros passos como sénior ao serviço de Famalicão e Gil Vicente e notabilizou-se no futebol português pelas onze temporadas que fez como defesa direito no Sp. Braga. Depois de se retirar dos relvados prosseguiu a sua carreira no desporto rei com passagens como Treinador Principal pelos Juniores do Sp. Braga, GD Prado e Vilaverdense e como Treinador Adjunto pelo Leixões, Sp. Braga B e agora pelo Oriental.

   José Nuno Azevedo ao lado de João Pedro debaixo de chuva torrencial  
 
Nuno Sampaio é o responsável pelo treino de Rafael Veloso, Mota e Rafael Marques.
 

O terceiro elemento da equipa técnica do conjunto grená e branco é Nuno Sampaio na função de Treinador de Guarda-Redes. Atualmente com 41 anos, Nuno Sampaio defendeu a baliza do Benfica nas camadas jovens e foi internacional Sub-16, Sub-18 e Esperanças, chegando a fazer parte do principal plantel encarnado de 1995/1996 numa altura em que Michel Pred’homme era o titular indiscutível. Na longa carreira enquanto guarda-redes representou ainda Beira-Mar, Alverca, Torreense, Sp. Espinho, Gil Vicente e Estoril Praia, clube onde se sagrou campeão da II Liga em 2003/2004 juntamente com Litos no papel de Treinador Adjunto. Depois de pendurar as luvas, Nuno Sampaio desempenhou funções de Diretor Desportivo e de Treinador da formação de Juniores do Sacavenense. 


 
 

Por último mas não menos importante surge Martins Ventura, o novo Preparador Físico do Oriental. Antigo Fuzileiro e Campeão Nacional e Ibérico de Kickboxing, Martins Ventura tem 50 anos e está ligado ao futebol desde 1989 com passagens pelo Vasco da Gama de Sines, Alcochetense, Académica, Juniores do Vitória de Setúbal e do Sporting e até pela Seleção Nacional de Futebol de Praia, sendo parte integrante do memorável grupo que conquistou uma Taça Latina, um Mundialito, um Campeonato da Europa e um Campeonato do Mundo. Martins Ventura é também conhecido pelos treinos individualizados que já deu a jogadores como Paulo Futre, André Gomes, Ruben Amorim e Ruben Vezo, entre muitos outros.

 
Martins Ventura é o homem que 'puxa pelo cabedal' dos nossos jogadores
 
 

Litos, José Nuno Azevedo, Nuno Sampaio e Martins Ventura vão estar sentados no banco de suplentes do Oriental já neste sábado no duelo em casa com o Gil Vicente, rumo à recuperação pontual necessária para o assegurar do grande objetivo da manutenção.

O sonho está vivo!
Oriental: Mais que um Clube, uma Paixão. 

Texto e Fotografia: Diogo Taborda